Faça seus próprios Resources!



Escrito por: Fillipe (ComicFX)

Estado Atual dos Resources :

O Rpg Maker no Brasil teve certo período de decadência, mas devido às grandes comunidades este quadro pouco a pouco vem sendo reestruturado. Os novos jogos que estão pouco a pouco sendo lançados contêm em geral gráficos considerados medianos, com exceções melhores e piores.

A parte gráfica de um jogo é muito difícil de ser feita rapidamente e com qualidade. Bons jogos necessitam de uma ótima customização para que tenham a parte gráfica condizente com a programação do jogo.

Devido à grande quantidade de engines e sistemas customizáveis, principalmente para o Rpg Maker XP, as pessoas prendem-se muito à jogabilidade e à programação, adaptando o mínimo possível os gráficos ao jogo, fazendo com que caia drasticamente a qualidade geral do jogo e se torne um jogo maçante.


Na Vila Makers o estado dos Resources não é muito diferente, muitas pessoas não dão o devido valor e até mesmo gasto de tempo para os gráficos em seus jogos, em contrapartida, temos membros que superam todas as expectativas e conseguem fazer jogos surpreendentes e revolucionários.

Gráficos dentro de um Jogo :

Um jogo é constituído basicamente de três etapas, Programação, Jogabilidade e Gráficos. Muitas pessoas, devido a uma falta de planejamento acabam deixando algumas destas etapas mal concluídas ou mesmo muito maçantes e excessivas.

A Jogabilidade de um jogo está ligada à Programação de um jogo tanto quanto aos Gráficos, então, precisa-se adotar a Jogabilidade como o ponto de encontro entre a Programação e os Gráficos, para que nada se exceda ou falte em nenhuma das etapas.

Partindo da Jogabilidade esperada ao termino do jogo torna-se possível traçar um plano de trabalho encima da Programação e dos Gráficos, fazendo assim com que uma grande parte do tempo seja economizada ou possivelmente canalizada para as outras etapas.

Os Gráficos devem estar perfeitamente integrados à jogabilidade, por isso, torna-se difícil encontrar na internet, gráficos feitos exatamente de acordo com as exigências do jogo a ser concluído, sendo assim, aumenta-se infinitamente a qualidade do jogo quando o próprio desenvolvedor cria e modela os gráficos para uma melhor adaptação.

Bons gráficos servem também para melhorar a propaganda do jogo, tornando-o mais chamativo e assim despertar nas pessoas a curiosidade e o interesse pelo jogo, e caso tenha sido bem integrado a parte gráfica à programação mediante a jogabilidade, todos terão neste jogo um padrão de consistência e organização, além de muita diversão.

Entrevista :

Jampirow
(Entrevista feita por Fillipe com Jampirow da Comunidade Vila Makers)

1- Com quantos anos percebeu que Resources comuns da Internet não serviam para um jogo de alto nível e começou a fazer os seus próprios resources?
Com 15 anos, foi quando eu comecei a mexer no RM XP, e notei como os resources da internet eram escassos e repetitivos, Ninguém tentava nada novo, era só RTP, RTP, RTP e RTP.

2- Alta qualidade gráfica é sinônimo de gasto de tempo. Este tempo vale a pena?
Com certeza. A parte gráfica do jogo compõe 1/4 do próprio jogo, e eu acho que é a parte que mais atrai o jogador a principio. É como uma garota, antes de começar a puxar conversa você dá uma “checadinha” básica “ xD”.

3- Você definiria como Preguiça a falta de jogos com gráficos de qualidade no Brasil?
Não, eu definiria mais como “comodidade”. As pessoas acham que já que tem o RTP, pra que usar qualquer outra coisa? A preguiça não está nos gráficos em si, mas em aprender a criar, se aperfeiçoar, usar programas especializados, etc.

4- Rpg Maker no Brasil: Uma sustentação do estágio atual ou um progresso ainda não descoberto?
Eu meio que diria que o Rpg Maker no Brasil entrou em decadência após o fim da MU. Não que pararam de usar, mas o nível dos makers. Somos patéticos comparados aos estrangeiros. Do mesmo modo que fazemos “ohhhhh” quando olhamos um projeto estrangeiro, temos que trabalhar para fazer com que os estrangeiros fiquem espantados com nossos trabalhos.

5- Como um novato pode entrar neste mundo da produção dos próprios resources?
Eu diria que ele precisa ter paciência e vontade de aprender. Aprender a usar programas como Photoshop, Graphics Gale e até mesmo o Paint, que apesar de ser desprezado é um excelênte aliado. Aprender a desenhar também ajuda. No mais, usar a criatividade e ir aprendendo as diversas formas de criação de resources, desenho, pixel art, edição…

E a melhor forma de aprender é fazendo. Crie seus pixels mesmo que saiam ruins, com o tempo você vai melhorando. Ah, um crítico chato no seu pé é um ótimo estimulante “xD”.

6- Você se auto-avalia como um Bom Resourcer?
Prefiro não me avaliar, isso me ajuda como incentivo “putz, que pixel art foda! quero aprender a fazer” e sempre mantenho a modéstia. Um bom resourcer não deve ser aquele que faz os melhores trabalhos, mas que o com mais criatividade, já que desse podem surgir técnicas de resource novas e incríveis.

7- Pulando para o cenário internacional, você acha que por lá existe uma quantidade maior de pessoas e consequentemente mais jogos de qualidade ou lá as pessoas são mais esforçadas?
As pessoas são mais esforçadas. Os brasileiros têm potencial, mas não o usam. Tentam criar o “super mega jogo du mau”, que não passa de um “CTR+C”, ” CTRL+V” descarado, e nem sequer consideram em se especializar em uma área (Programação, graficos, etc). Isso porque no Brasil o RPG Maker é visto como um brinquedo, pra se divertir, e não para criar jogos de verdade. Eu sou do jeito que sou provavelmente porque pretendo seguir carreira criando jogos. Mas no Brasil a indústria de games é praticamente inexistente. Por isso vemos casos de gente largando o maker porque é “coisa de nerd” e etc, etc, etc…

8- Qual é a pessoa ou o fato no qual você se espelha para realizar seus trabalhos gráficos?
Meus trabalhos gráficos são espelhados em sprites de jogos comerciais. Eu vejo um sprite legal e a partir dele eu monto um template para fazer meus próprios sprites no estilo.

9- A Vila Makers em si poderia estar melhor quanto a disponibilidade de bons gráficos feitos pela própria comunidade? Qual a sua solução ou comentário sobre o assunto?
Sim. Mas eu não acredito em divulgação ampla de resources, a não ser que os mesmos tenham apenas esse propósito. Quando as pessoas começam no maker hoje em dia, elas querem tudo de mão beijada, Acho que a solução está em ensinar a fazer, e não dar resources prontos.

10- Jampirow, Muito obrigado por esta entrevista, quero parabenizar-lo pelo seu ótimo trabalho e que você continue sendo uma luz para a Vila Maker e para o Mundo Maker em si. Quer deixar um recado para o pessoal?
Resources são realmente importantes. Mas não se concentrem apenas na parte gráfica para criar seus jogos. Ela é importante mas não é tudo. Entender isso é o primeiro passo pra se livrar do RTP e sair “resourceando” por aí “xD”.

Créditos à Lady Hellmasker: Definição do título da matéria.

Dados

Criado em:17/04/09
Escrito Por: DarkJouse
Categoria: Artigos
Visualizado: 502 veze(s)

Discuta

Você precisa estar logado para criar um tópico de discução em nosso Forum. Faça Login ou Registre-se por favor.

Envie para um amigo

Envie um e-mail com está matéria para um amigo seu!

Preencha os campos conforme indicado abaixo!



E-mail enviado com sucesso!!

Falha no envio do e-mail!!!
Talvez algum campo ficou sem preenchimento!

Favoritos
©2009 DevMakers. Alguns direitos reservados.